MENU

Alves. Lima & Rodrigues – Advogados

Notícias

08/05/2020

Crise reforça importância de apoio a trabalhadores

A comemoração do Dia do Trabalho deste ano foi diferente. Em meio a uma grave crise provocada pela pandemia do novo coronavírus, no 1º de maio não houve ações de qualificação profissional e de oferta de vagas de emprego, como o município organizou em anos anteriores.

A Prefeitura de Curitiba, por meio da Fundação de Ação Social (FAS), tem adotado medidas para apoiar os trabalhadores neste momento em que muitas empresas pararam suas atividades o que, consequentemente, resultou em desemprego.

Para auxiliar os trabalhadores, a FAS implantou o atendimento remoto, feito pela internet. O e-mail atendimentosine@curitiba.pr.gov.br começou a funcionar no dia 23 de março com o objetivo de orientar as pessoas sobre os serviços que até então eram ofertados presencialmente nas dez unidades municipais do Sistema Nacional de Emprego (Sine).

Em um mês de funcionamento, nove mil pessoas foram atendidas por esse canal, algumas até mesmo de outros estados, onde os trabalhadores não encontravam informações.

O presidente da FAS, Fabiano Vilaruel, explica que mais de 90% dos atendimentos foram relacionados a seguro-desemprego e o restante tratou de vagas de emprego.

“Infelizmente muitas pessoas foram desligadas das empresas em que trabalhavam em função da crise do coronavírus. Neste momento, a estrutura do município se torna ainda mais essencial no apoio à população, não só na área do trabalho e emprego, mas também na da assistência social”, diz.

Sines de portas abertas

Para ampliar o atendimento ao trabalhador, a FAS reabriu as portas de seis unidades do Sine, no dia 29/4, para auxiliar exclusivamente aqueles que precisam habilitar o seguro-desemprego.

O atendimento presencial voltou a ser feito nas unidades Bairro Novo, Boqueirão, Cajuru, Fazendinha, Matriz e Tatuquara, que podem receber trabalhadores das dez regionais da cidade. A previsão é que os outros quatro postos municipais existentes em Curitiba voltem a funcionar a partir da próxima semana.

Em função da pandemia e para evitar aglomerações, essas unidades estavam com o atendimento presencial suspenso, desde o dia 23 de março.

Serviços pela internet

Vilaruel destaca que, além das unidades do Sine, os trabalhadores podem usar a internet para solicitar o seguro-desemprego, por meio do aplicativo Carteira de Trabalho Digital, do governo federal. “É um canal que facilita a vida do trabalhador, que pode fazer tudo de casa, usando um celular ou um computador.”

A internet também é o caminho para quem busca uma vaga de emprego. Neste caso, é preciso acessar o aplicativo Sine Fácil.

Cuidados

Para prevenir a contaminação pelo novo coronavírus, a FAS adotou medidas para garantir a segurança dos servidores e também das pessoas que vão até as unidades do Sine.

Todos os servidores receberam kits com equipamentos de proteção individual (EPIs), contendo máscaras laváveis, máscara-escudo facial, luvas, álcool em gel e líquido. Ninguém está autorizado a trabalhar sem os equipamentos de segurança.

Os trabalhadores que vão até as unidades municipais do Sine também devem usar máscara, acessório de proteção exigido em locais públicos. Todos recebem álcool em gel para higienização das mãos, antes de entrarem nas unidades.

Na linha de frente

Apesar da pandemia do novo coronavírus, centenas de servidores da FAS se mantêm na linha de frente atendendo os trabalhadores ou as famílias em situação de vulnerabilidade que procuram por serviços da assistência social.

Os Centros de Referência da Assistência Social (Cras) passaram a ser porta de entrada para as famílias que mais sentiram os impactos da atual crise. Nesses locais, as equipes avaliam as necessidades de cada pessoa, a maioria sem alimentos.

Assim como os trabalhadores dos Sines, as equipes da assistência social da FAS usam equipamentos de segurança para a própria proteção e dos usuários que procuram os serviços.

“Somos um time privilegiado, sob vários aspectos, mesmo em tempo de pandemia. Estamos investidos do mesmo propósito: o de servir bem a Curitiba e aos curitibanos”, diz Vilaruel.

Além dos Cras e unidades do Sine, a FAS mantém atendimento ao público nos Centros de Referência Especializado da Assistência Social (Creas), nas unidades de atendimento à população em situação de rua, no Disque Solidariedade, na Central de Vagas, no FabLab da Rua da Cidadania do Cajuru e no Cadastro Único.

Fonte: Prefeitura Municipal de Curitiba. Acessado em: 08/05/2020.

Voltar

NEWSLETTER

Inscreva-se para receber!

Compartilhe
Desenvolvido por In Company

 

Política de privacidade: Apenas fica registrado neste site dados que o usuário fornece de livre e espontânea vontade ao preencher alguns dos formulários nele existente. Nenhum dado pessoal registrado pelo usuário será divulgado publicamente ou será utilizado para outra finalidade que não aquela para a qual preencheu o formulário. Leia na íntegra…